Pesquise no Grupo AVPH
    Faça uma Doação R$5,00

Tartaruga Gigante do Marrocos

    A Tartaruga Gigante do Marrocos (Centrochelys marocana) foi uma tartaruga terrestre de enormes proporções que viveu há aproximadamente entre 4 e 2 milhões de anos atrás, durante o final do Plioceno e começo do Pleistoceno no Marrocos.

    Essa tartaruga gigante podia atingir cerca de 2,0 metros de comprimento linear de carapaça, ou 2,4 metros de comprimento curvilínio de carapaça, pesando cerca de 900 quilogramas. Era muito maiores do que suas "parentes" atuais, as Tartarugas de espora africana (Centrochelys sulcata), que atingem no máximo 0,83 metro de comprimento linear de carapaça e 100 quilogramas. Os machos de C. marocana eram maiores que as fêmeas e durante os períodos de acasalamento, as disputas entre eles eram colossais, batiam as carapaças uma contra as outras e se não conseguissem intimidar os adversários dessa forma, partiam para as poderosas mordidas. Se acredita que esta espécie poderia viver quase 300 anos.


    Se alimentavam de folhas, frutas, flores, cactos, raízes, cascas, sementes e até carniça, aproveitando todo o tipo de alimento que encontravam. Como a maioria das tartarugas terrestres gigantes continentais, esta espécie também possuía um casco de espessura mais grossa que as atuais tartarugas gigantes que habitam ilhas, pois ao contrário delas, nos continentes era necessário se defender de enormes predadores (felinos, ursos, cães, entre outros). Está característica elevava significativamente o peso total que a tartaruga deveria carregar, exigindo assim, uma estrutura muscular e óssea mais robustas e por consequência um animal mais pesado e forte que os gigantes existentes atualmente, que são habitantes de ilhas.

    Os fósseis foram descobertos e descritos pelo pesquisador do Marrocos Saloua Gmira, em parceria com uma equipe de pesquisadores franceses e alemães, Lapparent de Broin (Muséum national d'Histoire naturelle, Département Histoire de la Terre de Paris), Denis Geraads (Department of Human Evolution, Max Planck Institute for Evolutionary Anthropology, Deutscher Platz, Alemanha), David Lefèvre (Université Paul Valery Montpellier III, Archéologie des Sociétés méditerranéennes, França), Abderrahim Mohib (Conservateur principal des Monuments et Sites, Direction régionale de la Culture à Kénitra, Marrocos) e Jean-Paul Raynal (Université Bordeaux Sciences et technologies, França) no ano de 2012. O artigo foi publicado na revista BioOne (Geodiversitas) em 2013.

Dados do Quelônio:
Nome: Tartaruga Gigante do Marrocos ou Moroccan Giant Tortoise
Nome Científico: Centrochelys marocana
Época: Pleistoceno
Local em que viveu: Marrocos
Peso: Cerca de 900 quilogramas
Tamanho: 2,0 metros de comprimento linear de carapaça
Alimentação: Onívora

Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Testudines
Familia: Testudinidae
Gênero: Centrochelys
Espécie: Centrochelys marocana Gmira et. al., 2013.

Sinônimos:
- Geochelone marocana Gmira et. al., 2013.

Paleoarte:
- AVPH.

Referências:
- ADÁN PÉREZ-GARCÍA and EVANGELOS VLACHOS, "New generic proposal for the European Neogene large testudinids (Cryptodira) and the first phylogenetic hypothesis for the medium and large representatives of the European Cenozoic record", Zoological Journal of the Linnean Society, 2014, 172, 653–719. doi: 10.1111/zoj.12183.
- Anders G.J. Rhodin, Scott Thomson, Georgios L. Georgalis, Hans-Volker Karl, Igor G. Danilov, Akio Takahashi, Marcelo S. de la Fuente, Jason R. Bourque, Massimo Delfino, Roger Bour, John B. Iverson, H. Bradley Shaffer, Peter Paul van Dijk, "Turtles and Tortoises of the World During the Rise and Global Spread of Humanity: First Checklist and Review of Extinct Pleistocene and Holocene Chelonians", Chelonian Research Monographs (ISSN 1088-7105) No. 5, doi:10.3854/crm.5.000e.fossil. checklist.v1. 2015.
- Gmira, S., Lapparent de Broin, F. de, Geraads , D., Lefèvre, D., Mohib, A., and Raynal , J.-P. 2013. Les tortues du Pliocène d’Ahl al Oughlam (Casablanca, Maroc) et de localités mio-pliocènes avoisinantes. Geodiversitas 35(3):691–733. doi: http://dx.doi.org/10.5252/g2013n3a9.



loading...
loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.