Pesquise no Grupo AVPH
loading...

Tartaruga gigante de chifres de Lord Howe

    A Tartaruga gigante de chifres de Lord Howe (Meiolania platyceps) era uma enorme tartaruga terrestre que viveu há aproximadamente entre 2 milhões a 20 mil anos atrás durante o Pleistoceno na Ilha de Lord Howe, a 630 km a leste da Austrália, entre ela e a Nova Zelândia, na Oceania.


    Foi um dos quelônios mais esquisitos que já existiram, possuía uma enorme cabeça de aproximadamente 60 centímetros de comprimento com dois enormes chifres na parte de trás da cabeça e pequenos chifres em cima da cabeça e no rabo. Eram tartarugas terrestres enormes, podendo atingir 1,0 metro de comprimento linear de carapaça, 1,7 metros de comprimento total e pesar cerca de 270 quilogramas.

    Essa família de quelônios surgiu no sul do supercontinente Gondawana, onde hoje seria a Antártida ou o sul da América do sul e posteriormente migrou para a Austrália. Seus ancestrais eram do período Cretáceo (Chubutemys copelloi e Otwayemys cunicularius) e deram origem a todas as tartarugas gigantes terrestres conhecidas como Meiolanídeas. As Meiolanídeas foram um grupo de tartarugas extintas com aparência bastante distintas das atuais, elas possuíam em geral chifres e espinhos nas laterais da cabeça, caudas blindadas por escamas especializadas e em algumas espécies as caudas possuíam maças ou clavas nas pontas, muito similar aos dinossauros do grupo dos anquilossauros e aos mamíferos gliptodontes. Pertenciam também a este grupo as tartarugas terrestres Ninjemys oweni, Warkalania carinaminor, Meiolania brevicollis, Meiolania mackayi, Meiolania damelipi e a Niolamia argentina.

    As tartarugas dessa família colonizaram as ilhas da oceania de forma similar as atuais tartarugas gigantes de Galápagos, conforme novas ilhas surgiam por meio de erupções vulcânicas em torno da Austrália e Nova Zelândia, assim que vegetações cobrissem a ilha, logo em seguida as tartarugas acabavam chegando na ilha e através do isolamento geográfico davam origem a uma nova espécie. Entretanto, quando as ilhas se desgastavam e iniciavam seu declínio, a espécie de tartaruga da ilha também iniciava o processo de extinção. Representantes dessa família sobreviveram até bem próximo aos dias de hoje, sendo extintos apenas devido a chegada de homens polinésios da cultura Lapita em suas ilhas, que as caçavam facilmente para a obtenção de alimentos e traziam consigo animais domesticados como porcos, que acabavam disputando alimentos com as tartarugas e se alimentando de seus ovos e filhotes.

    Os primeiros achados (BMNH R391 e R392, um crânio e uma clava da ponta da cauda que pertenciam a espécie N. oweni) sobre esta família de tartarugas foram efetuados em 1879, na região de Queensland na Austrália, por G. F. Bennett, que era um coletor de fósseis australiano. Ele enviou seus achados para o famoso paleontólogo Richard Owen do Museu Britânico. Owen mesmo recebendo uma dica de Bennett de que os restos deveriam pertencer a uma tartaruga, classificou o animal como Megalania prisca (Owen, 1881), um lagarto varanídeo gigante com chifres. Em 1886 Owen descreve uma nova espécie de lagarto com chifres encontrada na ilha Lord Howe como Meiolania platyceps. Entretanto o pesquisador Huxley em 1887 verificou e demonstrou que essa nove espécie descoberta em Lord Howe era uma tartaruga e não um lagarto, classicando-a como Ceratochelys. Em 1888 Smith Woodward realizou um grande estudo na família Meiolaniidae, revisou as descrições dos lagartos com chifres e redescreveu-os como tartarugas com chifres, criando uma base para a nomenclatura delas e agrupando-as na família Meiolaniidae. Ele renomeou Megalania prisca para oweni e manteve o platyceps e os agrupou no mesmo gênero, utilizando o Meiolania. A partir da descoberta de novas espécies pertencentes a essa família, foi possível efetuar um estudo mais abrangente sobre elas e adicionar outras espécies similares no mesmo gênero Meiolania. Foram encontrados 4 ovos fossilizados de M. platyceps que possuíam em média de 7,2 a 9,0 centímetros de diâmetro.

Meiolaniformes

Chubutemys copelloi





Patagoniaemys gasparinae




Mongolochelys efremovi



Pelogrochelys walshae







Patagoniaemys gasparinae




Otwayemys cuncularis



Kallokibotion bajazidi




Meiolaniidae

Niolamia argentina




Ninjemys oweni




Warkalania carinaminor




Meiolania brevicollis



Meiolania damelipi



Meiolania mackayi



Meiolania platyceps










Dados do Quelônio:
Nome Comum: Tartaruga gigante de chifres de Lord Howe ou Lord Howe Giant Horned Turtle
Nome Científico: Meiolania platyceps
Época: Pleistoceno
Local onde viveu: Ilha de Lorde Howe
Peso: Cerca de 250 quilogramas
Tamanho: 1,0 metro de comprimento linear de carapaça
Alimentação: Onívora

Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Sauropsida
Ordem: Testudines
Subordem: Cryptodira
Família: Meiolaniidae
Gênero: Meiolania
Espécie: Meiolania platyceps Owen, 1886.

Sinônimos:
- Meiolania minor Owen 1886b.
- Ceratochelys sthenurus Huxley, 1887.
- Miolania platyceps Lydekker, 1889.

Paleoarte:
- AVPH.

Referências:
- Anders G.J. Rhodin, Scott Thomson, Georgios L. Georgalis, Hans-Volker Karl, Igor G. Danilov, Akio Takahashi, Marcelo S. de la Fuente, Jason R. Bourque, Massimo Delfino, Roger Bour, John B. Iverson, H. Bradley Shaffer, Peter Paul van Dijk, "Turtles and Tortoises of the World During the Rise and Global Spread of Humanity: First Checklist and Review of Extinct Pleistocene and Holocene Chelonians", Chelonian Research Monographs (ISSN 1088-7105) No. 5, doi:10.3854/crm.5.000e.fossil. checklist.v1. 2015.
- Anderson, C., 1925. Notes on the extinct Chelonian Meiolania, with a record of a new occurrence. Records of the Australian Museum 14(4): 223–242, plates xxx–xl. [9 April 1925]. doi:10.3853/j.0067-1975.14.1925.844. ISSN 0067-1975 Published by the Australian Museum, Sydney.
- Gaffney, E. S. (1983) The cranial morphology of the extinct horned turtle, Meiolania platyceps, from the Pleistocene of Lord Howe Island. Australia. Bull Am Mus Nat Hist 175:326–479.
- Gaffney ES (1985) The cervical and caudal vertebrae of the cryptodiran turtle, Meiolania platyceps , from the Pleistocene of Lord Howe Island, Australia. Am Mus Novit 2805:1–29.
- Gaffney, E. S., Ninjemys, a New Name for "Melolania" oweni (Woodward), a Homed Turtle from the Pleistocene of Queensland. AMERICAN MUSEUM OF NATURAL HISTORY, NEW YORK, Number 3049, 10 pp., 1992.
- Gaffneyi E. s., Archer M., White A., "WARKAIANIA, AN EW MEIOLANIID TURTLE FROM THE TERTIARY RIVERSLEIGH DEPOSITS OF QUEENSLAND, AUSTRALIA". The Beagle, Records of the Northern Territory Museum of Arts and Sciences, 1992.
- Huxley, Ceratochelys sthenurus, Proc. Roy. Soc., xlii, 1887, pp. 232-238.
- Lydekker, Miolania platyceps, Brit. Museum Cat. Foss. Rept. iii, 1889, pp. 160-166.
- Owen, R., Meiolania platyceps, Proc. Roy. Soc., xl, 1886, pp.315-316; Phil. Trans. clxxvii, 1886 (1887), pp.471-480.
- Woodward, S., Meiolania platyceps (Owen), Ann. Mag. Nat. Hist., (6), i, 1888, p. 87.



loading...
loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.