Pesquise no Grupo AVPH
loading...

Homem naledi


    O Homem naledi Homo naledi cujo nome "naledi" significa "estrela" na línguagem Sotho, em homenagem a caverna onde foi encontrado conhecida como estrela ascendente. Se estima que ele viveu há aproximadamente entre 2,9 a 2,6 milhões de anos atrás durante o período Plioceno na África do Sul.

    Era um hominídeo onívoro bípede, que media cerca de 1,55 metros de altura e pesava 45 quilogramas para machos, sendo as fêmeas levemente menores. Viviam em grupos familiares compostos por diversos individuos de idades variadas, liderados por uma macho no auge da idade e da força. Suas mãos, punhos, pés, dentes e musculatura mandibular são muito similares aos do homem moderno, entretanto seu cérebro possuía um volume de aproximadamente 560 cm³ para os machos e 465 cm³ para as fêmeas, sendo um dos menores dentre os representantes do gênero Homo (o homo erectus por exemplo possuía 900 cm³), que juntamente com a forma da parte superior do corpo, dedos curvados facilitando o escalar, mostram grande similaridade com os Australopithecus. Esta espécie pode representar uma das etapas de transição entre os primitivos Australopithecus para os Homo, sendo então ancestrais diretos de nossa espécie.

    A musculatura mandibular e dentição reduzidos dessa espécie indicam que não precisavam comer alimentos duros e fibrosos, provavelmente possuíndo acesso a frutas, raízes macias, brotos e carne. As mãos aparentemente demostratam total capacidade para manipular e confeccionar objetos, contudo nenhum objeto ainda foi encontrado que confirme esta habilidade.

    Seus restos fósseis compostos de mais de 1.550 ossos (crânios, mandíbulas, costelas, dentes, ossos de um pé e uma mão quase completos, orelha interna, entre outros), pertencentes a cerca de 15 hominídeos, incluindo bebês, jovens, adultos e idosos, de ambos os sexos, que foram encontrados entre 2013 e 2014 pelo pesquisador Lee R. Berger da Universidade Witwatersrand de Johannesburgo e sua equipe, em uma área de difícil acesso, nas profundesas da caverna conhecida como Rising Star (estrela ascendente), a 50 km para o nordeste de Johanesburgo, área arqueológica apelidada de "Berço da Humanidade", que é considerada patrimônio mundial pela Unesco. A datação precisa ainda está sendo realizada, pois a descoberta ocorreu em um depósito sedimentar onde as camadas geológicas se misturaram, tornando complexa a investigação. Os trabalhos relativos a descoberta e pesquisa sobre esta espécie foram patrocinados pela National Geographic Society (EUA) e pela Fundação Nacional de Pesquisa da África do Sul.
,
    A equipe que participou da descoberta juntamente com o Dr. Lee R. Berger é composta pelos pesquisadores: John Hawks, Darryl J. de Ruiter, Steven E. Churchill, Peter Schmid, Lucas K. Delezene, Tracy L. Kivell, Heather M. Garvin, Scott A. Williams, Jeremy M. DeSilva, Matthew M. Skinner, Charles M. Musiba, Noel Cameron, Trenton W. Holliday, William HarcourtSmith, Rebecca R. Ackermann, Markus Bastir, Barry Bogin, Debra Bolter, Juliet Brophy, Zachary D. Cofran, Kimberly A. Congdon, Andrew S. Deane, Mana Dembo, Michelle Drapeau, Marina C. Elliott, Elen M. Feuerriegel, Daniel GarciaMartinez, David J. Green, Alia Gurtov, Joel D. Irish, Ashley Kruger, Myra F. Laird, Damiano Marchi, Marc R. Meyer, Shahed Nalla, Enquye W. Negash, Caley M. Orr, Davorka Radovcic, Lauren Schroeder, Jill E. Scott, Zachary Throckmorton, Matthew W. Tocheri, Caroline VanSickle, Christopher S. Walker, Pianpian Wei e Bernhard Zipfel.

Dados do primata:
Nome: Homo naledi
Nome Científico: Homo naledi
Época: Plioceno
Local onde viveu: África
Peso: Cerca de 45 quilogramas
Tamanho: 1,55 metros de altura.
Alimentação: Onívora

Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Primates
Família: Hominidae
Subfamília: Homininae
Gênero: Homo
Espécie: Homo naledi, Berger et al., 2015.

Paleoarte:
- Mark Thiessen (National Geographic).
- Siphiwe Sibeko (Reuters).

Referências:
- Berger, Lee R. et al. "Homo naledi, a new species of the genus Homo from the Dinaledi Chamber, South Africa", eLife 4. doi:10.7554/eLife.09560, September 2015.
- Dirks, Paul HGM; Berger, Lee R.; Roberts, Eric M.; Kramers, Jan D.; Hawks, John; RandolphQuinney, Patrick S.; Elliott, Marina; Musiba, Charles M.; Churchill, Steven E. (20150910). "Geological and taphonomic context for the new hominin species Homo naledi from the Dinaledi Chamber, South Africa", eLife 4: e09561. doi:10.7554/eLife.09561. ISSN 2050084X. PMC 4559842.
- Wilford, John Noble, "New Species in Human Lineage Is Found in a South African Cave", The New York Times, ISSN 03624331, September 2015.



loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.