Pesquise no Grupo AVPH

Código Promocional Pic Pay: GAC1JN

Homem de Luzon

Homo luzonensis - AVPH Homo luzonensis - AVPH

    O Homem de Luzon ou Homem de Callao (Homo luzonensis) cujo o nome "luzonensis" referência o local onde foram encontrados, a ilha de Luzon, na caverna de Callao. Viveu há aproximadamente entre 70 a 65 mil anos atrás, durante o período Pleistoceno (idade Tarantiano) na Ilha de Luzon nas Filipinas.

    Os Homens de Luzon chegaram a ilha através de migrações da Ásia, se aproveitando de períodos glaciais, quando o nível dos oceanos se reduz bastante, fazendo emergir diversas pontes de terra pelo Planeta. O caminho mais provavel utilizado por eles, foi através da Malásia, chegando a Filipinas e Luzon ao cruzar por Palawan e o estreito de Mindoro. Essa espécie muito provavelmente foi extinta há cerca de 50 mil anos atrás com a chegado do Homo sapiens nas Filipinas.

    Se alimentavam de veados (Cervus mariannus), porcos, um tipo de gado extinto, conforme mostram os ossos dos animais que foram encontrados na caverna de Callao e de frutas e folhas, sendo básicamente caçadores e coletores. Após a chegada na ilha de Luzon e o final do período glacial, os Homens de Luzon acabaram ficando isolados na ilha, fato este que, acabou provocando um processo de nanismo insular, similar ao dos Homens de Flores (Homo floresiensis), chegando a medir cerca de 1,4 metros de altura e a pesar 30 quilogramas.

   Seus restos fossilizados foram descobertos na Caverna de Callao, na ilha de Luzon, nas Filipinas em 2007 por Armand Salvador Mijares. Em 2019 o estudo foi publicado no artigo "A new species of Homo from the Late Pleistocene of the Philippines" na revista acadêmica Nature, pelos pesquisadores Florent Détroit e Julien Corny do Département Homme & Environnement, Muséum National d’Histoire Naturelle, Paris, França; Armand Salvador Mijares e Emil Robles do Archaeological Studies Program, University of the Philippines, cidade de Quezon Filipinas; Eusebio Dizon e Philip J. Piper do National Museum of the Philippines, em Manila, Filipinas; Guillaume Daver do Laboratoire Paléontologie Evolution Paléoécosystèmes Paléoprimatologie (PALEVOPRIM), Université de Poitiers, em Poitiers, França; Clément Zanolli do Laboratoire PACEA, Université de Bordeaux, em Bordeaux, França; Rainer Grün do Australian Research Centre for Human Evolution, Environmental Futures Research Institute, Griffith University, em Brisbane, Queensland, Austrália; e Philip J. Piper da School of Archaeology and Anthropology, Australian National University, em Canberra, Australian Capital Territory, Austrália.

Dados do hominídeo:
Nome: Homem de Luzon ou Homem de Callao
Nome Científico: Homo luzonensis
Época: Pleistoceno
Local onde viveu: Filipinas
Peso: Cerca 30 quilogramas
Tamanho: 1,4 metros de altura
Alimentação: Onívora

Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Primata
Subordem:Haplorhini
Família: Hominidae
Subfamília:Homininae
Tribo: Hominini
Gênero: Homo
Espécie: Homo luzonensis Détroit et al., 2019.

Paleoarte:
- AVPH

Referências:
- Détroit, F.; Mijares, A. S.; Corny, J.; Daver, G.; Zanolli, C.; Dizon, E.; Robles, E.; Grün, R.; Piper, P. J. (2019). «A new species of Homo from the Late Pleistocene of the Philippines. Nature. 568 (7751): 181–186. doi:10.1038/s41586-019-1067-9.

loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.