Evolução Humana

Faça uma doação e obtenha nossos E-books
Homo neanderthalensis
      
Conhecer o E-Book
Homo sapiens
      
Conhecer o E-Book
      

Criação do homem - AVPH


      O aparecimento da espécie Homo sapiens no planeta é tema estudado por filósofos, cientistas e religiosos há muitos séculos. As evidências (restos fósseis, ferramentas, armas, habitações, vestimentas, etc) nos mostram que existiram dezenas de primatas muito parecidos conosco e com o passar dos milhares de anos foram surgindo novas espécies cada vez mais semelhantes a nós, substituindo as anteriores por serem mais adaptadas ao meio, culminado no Homo sapiens atual.
      Diante dessas evidências somos levados a pensar sobre a ideia das espécies estarem em constante evolução, sempre tentando sobreviver da melhor forma que conseguem, resultando em uma seleção natural que transformou ao longo de milhões de anos o "macaco em homem" e somente estendendo as mãos aos nossos irmãos menos evoluídos e ampliando nossas mentes para conhecê-los melhor é que conseguiremos entender nossa "criação", como mostraremos a seguir. (Clique nas imagens ou nomes para conhecer melhor cada espécie).


       Esta jornada tem início há 7 milhões de anos atrás, quando surge nas florestas africanas o primeiro macaco com características bípedes que se conhece, vislumbrando assim a possibilidade do início da história da linhagem humana.


Sahelanthropus tchadensis

       Lentamente o andar ereto foi praticado pelos primatas e mesmo se passando 1 milhão de anos, ele ainda não havia se consolidado, porém liberava gradualmente as mãos para realização de atividades mais nobres, iniciando assim a habilidade manual.


Orrorin tugenensis

      A alimentação foi um fator importante durante a evolução dos primatas. Analisando-se os dentes e mandíbulas dos fósseis podemos determinar qual o tipo de alimentos a espécie consumia e dessa forma saber como era o estilo de vida. No caso dos primatas há 5 milhões de anos atrás, a evolução provocou uma redução gradual nos caninos, resultando em uma menor agressividade e maior facilidade no convívio social.


Ardipithecus kadabba

      Há 4,5 milhões de anos atrás, mudanças morfológicas nos pés auxiliaram na evolução do andar ereto. A estrutura corporal também se tornou mais ereta, facilitando o equilíbrio do corpo durante o caminhar e mudanças faciais tornaram o rosto mais plano, dando características mais humanoides a esses primatas.


Ardipithecus ramidus

      Depois de passados 500 mil anos (há cerca de 4 milhões de anos atrás), o andar ereto passa a predominar nesse ramo da família dos primatas e com isso as mãos se tornam livres para executarem diversas tarefas, para potencializar essa habilidade, iniciou-se o desenvolvimento do maior diferencial dessa família, o cérebro.


Australopithecus anamensis

      Os primatas de 3 milhões de anos atrás foram sujeitos a diversos tipos de ambientes, conforme a região em que estavam habitando, eram obrigados a se adaptar há um estilo de vida diferente e se adaptaram muito bem a esses outros ambientes. Cada hominídeo então começou a evoluir de forma distinta, proporcionando assim pela primeira vez no planeta a existência de várias espécies de hominídeos ao mesmo tempo.


Australopithecus bahrelghazali                 Australopithecus afarensis                         Kenyanthropus platyops        

      Durante o processo de adaptação ao meio ambiente, as espécies acabam trilhando caminhos específicos, se generalizando e estando preparados para diversas situações (porém sem conseguir aproveitar todas as oportunidades oferecidas pela natureza, estando assim sujeitos a dificuldades que poderiam levar a extinção) ou então se especializando e tirando o máximo proveito de um determinado recurso da natureza (porém quando este recurso se tornava escasso, a espécie passava por imensas dificuldades que também poderiam levar a extinção). Há 2,5 milhões de anos atrás a África possuía diversos hominídeos enfrentando diferentes situações.


Paranthropus aethiopicus                             Australopithecus africanus                             Australopithecus garhi          

      Após 5 milhões de anos de evolução, o aparecimento e desaparecimento de várias espécies, surge então dentre os primatas as primeiras espécies do gênero Homo, a qual pertencemos. Nesse período existiam diversas espécies de hominídeos convivendo e competindo por espaço e alimento, gerando conflitos e impulsionando o processo de seleção natural, onde triunfaram novamente as espécies melhores adaptadas, porém desta vez a seleção atuou de forma diferente, sendo determinada pela capacidade intelectual dos seres. O processo de confecção de ferramentas lhes ajudou a se adaptar ao meio, diversas ferramentas foram confeccionadas por diversas espécies, sendo as melhores pertencentes ao gênero Homo, tornando-os assim os melhores sucedidos.


Paranthropus boisei    Paranthropus robustus    Australopithecus sediba        Homo habilis        Homo rudolfensis            

      Pela primeira vez uma espécie do gênero Homo deixa a África, demonstrando uma habilidade nata para esse gênero em efetuar migrações e se adaptar a novos ambientes, mesmo não conseguindo efetuar longas migrações e sucumbindo ao longo do caminho, ela deixou para a posteridade seu espírito aventureiro. As espécies do gênero Homo que se mantiveram na África continuaram sua estória de sucesso, se impondo sobre as demais espécies e praticamente levando-as a extinção.


Homo georgicus                                 Homo ergaster

      Após restarem somente espécies de hominídeos do gênero homo, a seleção passou a atuar entre essas espécies, impulsionando-as a novas descobertas. Surge então uma das maiores conquistas da humanidade, o controle do fogo, o qual permitiu preparar melhor os alimentos, iluminação durante os períodos noturnos, aquecimento durante períodos mais frios, entre outras diversas facilidades. Neste contexto há 1 milhão de anos atrás, a migração em grande escala começou, chegando primeiramente ao Oriente médio, em seguida o sul Asiático e sudeste Europeu. Quando essas espécies chegavam em locais novos, ficavam sujeitas a diversos desafios diferentes (ambientais, competições com novas espécies e alimentos), forçando assim a se adaptarem, os levando a evoluir a novos patamares e proporcionando assim o surgimento de novas espécies.


                 Homo erectus                           Homo antecessor                     Homo cepranensis                 Homo heidelbergensis

      As diversas espécies de hominídeos existentes continuavam a trilhar seus caminhos evolutivos, desenvolvendo ferramentas, armas e vestimentas cada vez melhores. Seus cérebros já possuíam tamanhos consideráveis, até que surge na África uma espécie nova, com características físicas frágeis, que se destacou por uma qualidade fantástica, a criatividade. Ela foi usada para fazer as coisas que sempre foram feitas a milênios, porém de formas diferentes e a cada resultado bem sucedido, a informação era passada aos descendentes. Sua evolução foi esplêndida, em pouco tempo mudaram a forma de ver o mundo, revolucionaram nas mais diversas áreas e aos poucos conquistaram o mundo, eliminando de forma gradativa todas as dificuldades que encontravam (porém entre essas dificuldades estavam outras espécies de animais e de hominídeos). Essa espécie foi denominada de Homo sapiens, pois "eles já sabiam".


    Homo floresiensis                       Homo rhodesiensis                Homo neanderthalensis                Homo sapiens

      Dessa forma, de mãos dadas com nosso passado, podemos deslumbrar todo o esplendor da criação, entendendo cada passo dessa jornada que levou o macaco ao homem.



Veja na tabela abaixo os primatas catalogados desse grupo:

Ardipithecus kadabba
Ardipithecus ramidus
Australopithecus afarensis
Australopithecus africanus
Australopithecus anamensis
Australopithecus bahrelghazali
Australopithecus garhi
Australopithecus sediba
Homo antecessor
Homo cepranensis
Homo erectus
Homo ergaster
Homo floresiensis
Homo georgicus
Homo habilis
Homo heidelbergensis
Homo neanderthalensis
Homo rudolfensis
Homo sapiens
Kenyanthropus platyops
Orrorin tugenensis
Paranthropus aethiopicus
Paranthropus boisei
Paranthropus robustus
Sahelanthropus tchadensis