> 
    Pesquise no Grupo AVPH
    Faça uma Doação R$5,00

Archelon

 

    O Archelon (Archelon ischyros) cujo nome tem origem no grego significa "Tartaruga governante" viveu aproximadamente entre 75 e 65 milhões de anos atrás durante o período Cretáceo na América do Norte.

    Essa espécie era a maior tartaruga marinha já documentada, possuía uma carapaça não muito sólida, sendo comprida, estreita e constituída de um quadro esquelético sustentando uma camada dérmica similar a couro, tinham nadadeiras fortes, uma cauda pequena e pontiaguda em relação ao tamanho do corpo, um crânio estreito, sendo muito parecida com as atuais tartarugas marinhas, sendo entre elas sua parente mais próxima a atual Tartaruga gigante de couro. Anatomicamente o Archelon era bem similar a outras extintas como o Protostega gigas porém bem maior. Chegavam a medir 4,5 metros de comprimento, 5 metros de envergadura de uma nadadeira a outra e pesavam quase 2,5 toneladas.

    Eram quase do tamanho de carros e nadavam com extrema agilidade nos mares cretáceos, principalmente nas águas rasas e mornas do oceano interno da América do Norte, caçando peixes, moluscos e crustáceos (acredita-se que seu principal alimento fossem as lulas) com seu bico córneo forte e robusto que possuía a parte cima levemente maior que a de baixo do bico. Apesar de seus enormes tamanhos, os Archelons estavam longe do topo da cadeia alimentar da época, pois neste período os mares eram habitados por outros répteis-marinhos muito maiores, nem mesmo seus cascos grandes e fortes poderiam os proteger de alguns pliossauros que poderiam até engolir-lhes inteiros. Em uma das imagens acima, um Kronossauro está atacando um Archelon jovem. Também deveriam ser presas fáceis quando eram obrigados a ir em terra para desovar nas areias das praias, onde enormes dinossauros terópodes estariam a sua espera. O índice de mortalidade de seus filhotes deveria ser bem alto, como ocorre hoje em dia, porém sua longevidade era bem grande, acredita-se que poderiam ultrapassar os 100 anos facilmente.

    Essa espécie foi descoberta pelo Dr. G.R. Wieland em 1895 em uma formação geológica (Pierre Shale) na Dakota do Sul, sendo estudada e descrita em 1896 (YPM 3000). Entretanto o maior fóssil de Archelon foi encontrado no mesmo local apenas na década de 1970, sendo alguns outros encontrados também em Wyoming.

Dados do Quelônio:
Nome: Archelon
Nome Científico: Archelon ischyros
Época: Cretáceo
Local onde Viveu: América do Norte
Peso: Cerca de 2,5 toneladas
Tamanho: 4,5 metros de comprimento
Alimentação: Onívora

Classificação Científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Testudinata
Subordem:: Cryptodira
Família: Protostegidae
Gênero: Archelon
Espécie: Archelon ischyros Wieland, 1896

Referências:
- Carpenter, K. (2003). "Vertebrate Biostratigraphy of the Smoky Hill Chalk (Niobrara Formation) and the Sharon Springs Member (Pierre Shale)." High-Resolution Approaches in Stratigraphic Paleontology, 21: 421-437. doi:10.1007/978-1-4020-9053-0.
- Wieland, G. R. 1896. Archelon ischyros: a new gigantic cryptodire testudinate from the Fort Pierre Cretaceous of South Dakota. American Journal of Science, 4th Series 2(12):399-412.
- Wieland, G. R. 1902. Notes on the Cretaceous turtles, Toxochelys and Archelon, with a classification of the marine Testudinata. American Journal of Science, Series 4, 14:95-108.
- Wieland, G. R. 1909. Revision of the Protostegidae. American Journal of Science, Series 4. 27(158):101-130.



loading...
loading...
   ® Atlas Virtual da Pré-História - AVPH.com.br | Conteúdo sob Licença Creative Commons | Política de Privacidade | Termos de Compromisso | Projeto: AVPH Produções
    Obs.: Caso encontre alguma informação incoerente contida neste site, tenha alguma dúvida ou queira alguma informação adicional é só nos mandar um e-mail. Tenha uma boa consulta !!!.